Rainha de Bateria Helena Soares, veste o macacão e pisa fundo pela 7ª vez no Rally dos Sertões

Helena Soares – Fotos: Sanderson Preira / Elias Tavares – E.T.Eventos / Divulgação

Helena Soares – Fotos: Sanderson Preira / Elias Tavares – E.T.Eventos / Divulgação

Neste domingo, 02 de agosto, será dado a largada do Rally dos Sertões. Entre desfiladeiros, planícies, calor e frio disputam mais de 60 competidores, entre eles uma única mulher, Helena Soares.

Conhecida também por abrilhantar o carnaval de São Paulo, ela virá novamente a frente da bateria da escola de samba Independente Tricolor, do grupo de acesso, onde será a rainha de bateria, onde normalmente está acostumada a sambar com roupas minusculas e exibindo o corpão sarado da morena, porém dessa vez, Helena não lembrará em nada os trajes sensuais, e troca as poucas peças de roupa por um macacão, brilhos de pedras e cristais, por graxa e peças automotivas, e vale a pena a mudança radical, pois ela vem pra brilhar no rally.

Entre idas e vindas o processo de concretização para sua participação na 23º edição da competição, finalmente veio à boa noticia, Helena está confirmada. Disputando a categoria SUPER PRODUCTION, ela irá percorrer 2.917 KM, entre Goiânia e Foz do Iguaçu, com a novidade da edição que irá percorrer seis cidades pela primeira vez.

Na noite da última sexta (31), após deixar tudo pronto pra pisar fundo, Helena Soares aproveitou o pequeno descanso e fez fotos ao lado de seu navegador o catarinense Idali Bosse, pela primeira vez ao lado do piloto já experiente na modalidade.

A piloto não está de brincadeira, e sendo já sua 7º participação se considera favorita para atingir sua meta. “Nesse momento eu esqueço que sou a única mulher e simplesmente quero superar meus concorrentes”, afirma beldade.

Confira o roteiro do Rally Sertões 2015:

Prólogo – 01/08 Goiânia – Goiânia (GO)

Etapa 1 – 02/08 Goiânia (GO) – Rio Verde (GO)

Etapa 2 – 03/08 Rio Verde (GO) – Itumbiara (GO)

Etapa 3 – 04/08 Itumbiara (GO) – São Simão (GO)

Etapa 4 – 05/08 São Simão (GO) – Três Lagoas (MS)

Etapa 5 – 06/08 (Maratona)

Etapa 6 – 07/08 Euclides da Cunha Paulista (SP) – Umuarama (PR)

Etapa 7 – 08/08 Umuarama (PR) – Foz do Iguaçu (PR)
Crédito das Fotos: Sanderson Preira / Elias Tavares – E.T.Eventos / Divulgação

Helena Soares e Idali Bosse – Fotos: Sanderson Preira / Elias Tavares – E.T.Eventos / Divulgação

Cantora Daniela Mercury comemora 50 anos em famoso restaurante em São Paulo

Após o show que a cantora Daniela Mercury realizou na noite da última sexta-feira (31), na casa de espetáculos Teatro J. Safra em São Paulo, a cantora festejou seus 50 anos na madrugada deste sábado, 1º, ao lado da mulher, a jornalista Malu Verçosa, familiares e amigos, no conceituado restaurante Paris 6, em São Paulo.

Daniela chegou ao restaurante com um vestido longo e decotado, extremamente simpática, acenou para os fãs e posou para os fotógrafos ao lado da Malu. O bolo da aniversariante era bem colorido, decorado com notas musicais e um microfone dourado em cima.

Crédito das Fotos: Eduardo Martins / Azzi Agency – Divulgação

Daniela Mercury e Malu Verçosa

Daniela Mercury

Última noite do mês de julho foi celebrada com o espetáculo da Lua azul

Na noite da última sexta-feira (31), a despedida do mês de julho foi celebrada com o fenômeno da “Lua azul”, que ocorre a cada três anos e foi visto pela última vez em 31 de agosto de 2012.

Ao contrário do que o nome sugere, a lua não ficou de fato, azulada. O termo teria se originado da expressão em inglês ‘once in a blue moon’, (“uma vez a cada Lua azul”), usada para descrever um evento raro. E como o tipo de evento astronômico é bem incomum e envolve nosso satélite natural, o nome acabou pegando.

O fato é que a lua era cheia, bem clarinha e estava maravilhosa, podendo ser conferida de qualquer região e com uma densidade incrível, que chamava atenção de todos.
Crédito das Fotos: Renato Cipriano / Divulgação

Lua azul na noite da Sexta 31 de Julho

Lua azul na noite da Sexta 31 de Julho

Lua azul na noite da Sexta 31 de Julho

Após destaque no concurso do balé do Faustão, Alessandra Severo, chama atenção de escola de samba

Alessandra Severo – Foto: Divulgação

Alessandra Severo, Gaucha de 29 anos, a mais de 10 anos adotou o estado de Santa Catarina para viver. Com 1,74 de altura, atua desde os 14 anos como modelo, onde conquistou os olhos de Ivonete Liberato que escolheu para o seu time na disputa do programa. Porém não foi só no programa que Alessandra chamou a atenção, Elias Tavares hoje um dos assessores mais respeitados do segmento fez um convite para ela ingressar na escola de samba e para fazer parte do seu casting de modelo, “Alessandra tem um perfil diferenciado o que busco para trabalhar”, diz o assessor e empresário artístico de São Paulo.

Alessandra que é apaixonada pelo carnaval revela que já desfilou em Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, mas que sempre esperou a oportunidade de desfilar em um grupo especial de São Paulo, a oportunidade chegou e ela conta que quer aproveitar a oportunidade para se tornar mais conhecida, “Vou aproveitar o momento, estou bem com meu corpo e me sinto pronta para mergulhar de cabeça”.

Segundo a nova musa do carnaval, o momento é de preparação, preparar um ótimo samba no pé, dieta academia, a jornada será longa, mas quero conquistar o Brasil.

Alessandra Severo – Foto: Divulgação

Inspirada em novela “Caminho das Índias”, Atriz Karol Garrett investe na cultura indiana

Karol Garrett – Foto: Woody / Thomaz Assessoria

A atriz Karol Garrett é apaixonada pela cultura indiana e com a volta da novela “Caminho das Índias”, que a inspirou pesquisar e se aprofundar na cultura indiana, volta à tona temas ligados a cultura, comportamento e dança, então a atriz resolveu escrever um artigo contando sobre sua ligação e paixão pelos “Caminhos das Índias”.

“Fico feliz em saber que “Caminho das Índias” está sendo reprisada e espero que isso traga o interesse pela Índia e por Bollywood para muitas outras pessoas. Participar de um filme de Bollywood para mim, hoje, seria mais gratificante do que participar de um em Hollywood.

Sempre achei interessante a cultura indiana mas confesso que até assistir a novela “Caminho das Índias” nunca tinha pesquisado sobre a cultura. Na época em que a novela foi ao ar, não perdia um capítulo e aprendia muito. O interesse se tornou tão grande que comecei a pesquisar cada vez mais sobre a cultura daquele país.

Quase 4 anos atrás resolvi que iria me aprofundar mais na cultura indiana e me matriculei na aula de Kathak que o Centro Cultural da Índia em São Paulo oferece. O Kathak é uma dança clássica da índia, e seu nome tem origem dos Kathaks, nomadês da Índia antiga que eram conhecidos como contadores de histórias.

A dança usa movimentos para contar mitos e a história de escrituras sagradas indiana. Na maioria das vezes contam histórias dos Deuses. É uma dança sagrada, conhecida pelos sinos, guizos, que os dançarinos usam nos pés. Me identifiquei muito com o estilo de dança por ele se cruzar bem com as artes cênicas. Minha professora de Kathak, indiana que se mudou para o Brasil depois que se casou com um brasileiro de descendência indiana, dava aulas também de Bollywood. Como sempre gostei de dança, e por Bollywood ser um ritmo mais moderno e animado, não pensei duas vezes e comecei a fazer as aulas, em pouco tempo entrei para o grupo de dança Namastê Índia, fundado pela mesma professora. O grupo se destaca no meio por seguir bem as origens não só do Bollywood mas também das danças folclóricas da Índia.

Karol Garrett – Foto: Woody / Thomaz Assessoria

A dança Bollywood é a dança que vemos ao assistirmos um filme feito em Bollywood, a indústria cinematográfica indiana. O nome tem origem da mistura de Bombaim (antigo nome de Mumbai) e de Hollywood. Essa indústria é uma das maiores do mundo, criando, por ano, mais filmes do que Hollywood. Acho que o grande motivo dessa indústria não ser tão popular no Brasil é primeiramente por todos os filmes serem em Hindi, e segundo por que estamos acostumados com filmes tipicamente americanos. Bollywood é diferente. Seus enredos são diferentes, normalmente eles tem cerca de duas horas de duração e tem muita dança no meio. Os filmes seguem padrões indianos, então raramente vemos um casal se beijando no filme. Normalmente esse beijo é substituído por um número de dança onde o casal canta sobre o amor que sentem. Para quem está acostumado com o padrão Hollywoodiano de cinema, pode estranhar um pouco no começo, mas a diversão e a intensidade dos filmes não fica para trás dos americanos. Seus atores são verdadeiros astros no país e em muitos outros onde a indústria bollywoodiana é famosa, como o Chile, por exemplo. Eles têm premiações próprias e por diversas vezes atores hollywoodianos participaram dela, como por exemplo John Travolta. As músicas dos filmes do momento são o grande sucesso das rádios. Por mais que existam cantores e grupos musicais na Índia, eles dividem o espaço das rádios com músicas de filme.

A tradição da dança na Índia é muito forte. Lá homens, mulheres, crianças e idosos dançam sempre que podem para comemorar algo ou simplesmente por que gostam.

A comunidade indiana no Brasil me recebeu muito bem desde o primeiro dia. Sempre me explicaram sobre a cultura e não só me ensinaram sobre a dança mas também sobre os costumes. De aprender a usar um saree até em como participar e agir em uma cerimônia religiosa. Minha professora hoje é como uma irmã mais velha para mim. Sempre respondeu e me ensinou sobre a vida na Índia, sobre os filmes e até a pronunciar palavras em hindi. Hoje a cultura indiana não só da dança e dos filmes faz parte da minha vida como a religiosa também. Acredito e respeito os costumes deles e cada dia que passa tenho mais vontade de conhecer o país e de tentar uma carreira lá.

Página do grupo de dança:

https://www.facebook.com/GrupoNamasteIndia

Grupo Anakã resgata “samba rock” com o lançamento do single “Sou do Black”

Grupo Anakã – Foto: Divulgação

Se procurarmos no dicionário o significado para Anakã, vamos encontrar uma ave de rara beleza e canto peculiar, característico e único. Ave essa que empresta o seu nome para o grupo de pagode paulista, que desde 1999, realiza shows por todo o país, conquistando fãs e admiradores em cada apresentação.

Hoje, composto por Arcuri (Cavaquinho), Bruno Bis (Voz / Violão), Caio (Voz / Tan tan), Iel Sorriso Negro (Voz / Percussão), Rodrigo (Voz / Percussão), Ronald Buri (Vocal / Pandeiro), Thiaguinho (Vocal / Surdo), o Anakã lança depois de 3 CD´s ao longo da carreira,  o 01 EP (lançado no inicio do ano passado), seu mais novo single “Sou do Black”. O projeto traz o resgate do “samba rock”.

O samba rock hoje vive um novo momento. Graças ao trabalho do dançarino Inácio de Loyola (o Moskito), precursor do ensino de samba-rock nas escolas de dança de salão, tanto o gênero musical como a dança, ganharam um novo impulso e vem crescendo dia a dia com seu número de adeptos. O ritmo, antes restrito às casas de samba e aos bailes “nostalgia” de São Paulo (herdeiros dos grandes bailes de outrora) – onde se toca samba-rock, chama nota 7 e passinho nota 8 – agora avança para espaços exclusivamente de samba rock.

Léo Maia – Foto: Divulgação

O projeto que leva o nome da música “Sou do Black”, homenageia o negro tanto socialmente, quanto musicalmente, sua letra são citados  grandes ídolos como Jorge Ben Jor e Sandra de Sá, conhecidos nacionalmente por inúmeras parcerias e canções e também, o ídolo internacional do Soul Marvin Gaye. A canção faz alusão também a saudosos nome da música nacional, como Branca Di Neve (um dos mais importantes musicos do estilo). O cantor já tocou no grupo Originais do Samba, com Luiz Vagner e o próprio Jorge Ben Jor. Outro grupo citado na canção é o Trio Mocotó, um dos grupos mais importantes do estilo.

O Trio Mocotó foi formado em 1968 na Boate Jogral, onde Fritz “Escovão”, João “Parahyba” e Nereu Gargalo trabalhavam. Na época, a boate paulistana era o grande ponto de encontro da música brasileira. Os três contratados da casa trabalhavam como banda de apoio para nomes como Clementina de Jesus, Nelson Cavaquinho, Cartola, Paulo Vanzolini e Manezinho da Flauta.Além das históricas “canjas” com artistas brasileiros e outros ilustres visitantes como Duke Ellington, Oscar Peterson, Earl Hines. Outros grandes nomes da musica sao citados na canção como: Benedito João dos Santos, Billy Paul entre outros.

O convidado especial para representar o estilo e o swing do samba rock foi o cantor Léo Maia. Marcio Leonardo Maia, 41 anos, filho do grande e saudoso Tim Maia, emprestou a canção sua voz poderosa, DNA de seu grande incentivador musical Tim Maia. o cantor que recentemente participou do Reallity “Esse artista sou EU”, aceitou o convite do grupo e disparou que há tempos não gravava um samba rock tão estiloso. Em depoimento ao Grupo, Léo afirmou sentir saudades dos bailes e das festas em São Paulo.

Grupo Anakã ja pensa nos próximos convidados para dar continuidade ao projeto “O objetivo do projeto é reunir personalidades da música seja do soul, samba rock, samba de raíz , MPB entre outros para esta troca de experiencia musical. O grupo está viajando o Brasil com shows em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Segue o link para baixar a música em primeira mão “Sou do Black”.

https://www.sendspace.com/file/t8shc6

O fenômeno Teen “Oscar Alejandro” mostra que um boliviano pode vencer em solo Brasileiro

Cantor Boliviano Oscar Alejandro – Foto: Glau lima / Divulgação

O cantor Boliviano Oscar Alejandro (21 anos)  vem comprovando o quanto consegue quebrar os paradigmas do cenário musical.  Atualmente, o cantor divide sua concorrida agenda entre: Santa Catarina, São Paulo e a Bolívia.

Alejandro que já havia feito sucesso em solo boliviano por participar de Realitys de TV, retornou a seu país como uma verdadeira celebridade, estrelando capa de revistas e participando de inúmeras entrevistas em rádios e programas de televisão.
Após o sucesso da faixa título de “Solo El Tiempo”, Alejandro lança mais duas músicas inéditas do CD. A primeira chama-se “Mil ãnos”,  um pop latino romântico, mas sem o tom de “melosidade”  de outros cantores do gênero, a canção possui qualidade no arranjo e uma levada sonora bem gostosa. A faixa teve participação especial do compositor brasileiro (David Fabiano Depiro), com uma história de luta pelo amor, mas de maneira leve e divertida. A segunda canção inédita chama-se “La fiesta continua”, segundo a mesma linha da faíxa-título do álbum, possui um rítmo no estilo “Eletro-pop” bem condizente com seu estilo e seu público.Após lançar o cd “Solo El Tiempo” na capital paulista, Oscar se tornou presença garantida nos bares e baladas da noite da cidade. Sabemos o quanto um Boliviano pode sofrer no Brasil, tanto com preconceito quanto com mão de obra barata, se destacar no meio musical brasileiro e ter seu próprio fã clube é mais que uma vitória artística, é uma vitória social, no qual a música mais uma vez foi responsável por nos brindar. Guardadas as devidas proporções, assim como Carlos Santana fez no festival de “Woodstock” (Estados Unidos), tendo sua apresentação considerada a melhor dentre os artistas presentes, era a primeira vez que um artista mexicano se destacaria em solo americano, deixando de lado os problemas culturais entre os países.

Sobre Oscar Alejandro:

Oscar Alejandro nasceu em Cochabamba na Bolívia, desde pequeno, já possuía um encantamento pelo Universo Artístico Musical. Ao presenciar seu pai tentando cantar e arranhar um violão com muita dificuldade, começou a se empolgar com música. Cresceu ouvindo artistas como: Shakira, Julio Iglesias e Rick Martin. Alejandro teve apoio de seus pais, que acreditaram totalmente em seu potencial. “Não desista nunca de seus sonhos e de seus talentos, o Universo conspira a favor de quem os segue, eu tenho certeza que ainda vou ver você brilhar em seu talento!,” frase proferida por sua mãe, que marcou a vida do cantor, o fazendo persistir na carreira de cantor.

Alejandro buscou suporte com um dos grandes artistas bolivianos, Denis Lacunza, renomado artistas boliviano.Iniciando-se em aulas de canto e expressão corporal.

O cantor possuí um episódio lamentável em sua vida, sua família, que possuía um comércio, foi feita refém por uma quadrilha. Seu tio foi baleado e morreu no local, enquanto seu pai, também baleado, lutou por muito tempo e venceu a batalha contra a morte. Infelizmente, a mãe de Alejandro veio a falecer um ano após esse ocorrido, vítima de depressão aguda e do forte efeito dos medicamentos que consumia.

Foi nesse momento, que Alejandro mostrou sua gana e determinação para seguir em frente com sua carreira. Em meio ao sofrimento, continuou estudando canto, dança e permaneceu seguindo os ensinamentos de Denis Lacunza. O renomado artista boliviano convidou Alejandro a participar de seu programa de televisão “Estrelas da manhã”, no qual, apresentava jovens talentos da música. A partir daí, o cantor passou a fazer sucesso na mídia boliviana.

Alejandro e seu pai perceberam que a indústria musical brasileira  seria mais compatível com o nível de seu talento. Por isso, decidiram explorar o nosso mercado , onde parte de sua família reside. O cantor vem provando rapidamente ao nosso país, sua versatilidade musical e seu amor pelo o que faz. Seus shows vem chamando a atenção da imprensa e diversos fãs de música latina.

Cantor Boliviano Oscar Alejandro – Foto: Glau lima / Divulgação

Zé Roberto, do Palmeiras da entrevista para a Sexy e faz criticas a Seleção Brasileira

Jogador do Palmeiras – Zé Roberto – Foto: Daniel Spalato / Divulgação

A edição de agosto de 2015 da Revista Sexy traz uma entrevista com o jogador Zé Roberto, que atualmente esta no Palmeiras e que contou como esta com 40 anos e jogando com pique de menino, sobre a preparação da seleção de 2006 que parecia uma feira e que abdicou de muita coisa para ser atleta.

Começando a entrevista, o assunto logo de cara foi os seus 40 anos e a parte física muito boa, e Zé Roberto comentou orgulhoso. “Vejo a minha parte física de uma forma muito clara e objetiva: estou colhendo frutos que plantei há muitos anos, quando me considerei um atleta profissional e entendi que meu corpo é meu instrumento de trabalho. Quando entendi isso, passei a cuidar dele, no sentido de me alimentar bem, de não ter nenhum vício, de nunca ter tomado bebida alcoólica.”, destacou, o jogador do Palmeiras.

Sobre a Copa do Mundo de 2006, Zé Roberto não poupou as palavras. “O grupo era muito bom. Nosso time tinha a metade dos jogadores titulares de férias, quando, em 2005, ganhamos a Copa das Confederações por 4 a 1, na final, com a Argentina. Era um time que entrou pra Copa como favoritaço. O que prejudicou foi essa questão de organização. Foi algo muito visível e que serve como exemplo pra nos o que a Alemanha fez aqui no Brasil, em 2014. Ficou faltando organização daqueles que estavam envolvidos, como a CBF, a comissão técnica, nós, jogadores…Quando você chegava para o treino em Weggis, o corredor parecia uma feira. Tinha batucada, venda de produtos do Brasil…No campo de treinamento fizeram até arquibancada.”, completou.

Falando dos 7 a 1, ele foi direto. “É simples de explicar. Faltou um pouco de humildade da nossa parte. A gente sabia que o Brasil não estava fazendo uma grande Copa do Mundo. Já tinha quase perdido para o Chile, com aquele chute na trave…Faltou saber que tinha que marcar a equipe deles, que estava crescendo na competição. O Brasil foi pra cima, deixou a parte defensiva muito exposta e acabou levando gols.”

Para finalizar o assunto foi o fato de ter casado muito cedo, com 22 anos.” Por eu ter casado novo – e sempre foi um desejo meu, de ter esposa e filhos – isso me ajudou muito no meu processo de crescimento como atleta profissional focado no trabalho. Porque, infelizmente, tem muito jogador jovem solteiro que quer curtir a vida adoidado. Não passei por isso, porque casei muito cedo e minha família é minha prioridade. Então nunca me deslumbrei com noite, com mulher, com festa.”, encerrou.

Jogador do Palmeiras – Zé Roberto – Foto: Daniel Spalato / Divulgação

Henri Castelli mostra sua versalidade ao preparar panqueca de frango light

Henri Castelli – Foto: Paduardo / ​​​Phábrica de Imagens​​

Em ação para Philadelphia, Henri Castelli afirmou que mudou totalmente sua dieta para manter a personalidade de Gabo, o empresário mau caráter da novela I love Paraisópolis. Enquanto preparava uma panqueca de frango, o ator disse que precisou emagrecer um pouco. “É um personagem bem estiloso e os ternos são cortados na cintura. Se eu passar um pouquinho do peso, não entro na roupa”, admitiu. Entre uma cena e outra, o ator não deixava de se hidratar e aproveitou para dar uma olhada no aplicativo Cozinha Terapia e checar outras receitas saudáveis.
Receita da panqueca de frango
RENDIMENTO: 6 porções
MASSA
.2 xícaras chá de farinha de trigo
.2 xícaras chá de leite. 3 ovos
.1 pitada de sal
Bater todos os ingredientes no liquidificador. Em uma frigideira anti aderente, coloque um fio de azeite e uma concha média dessa massa. Após 1 minuto vire e doure do outro lado. Reserve.
RECHEIO
. 500 g de frango cozido e desfiado
. ½ cebola picadinha
. 2 dentes de alho
. 1 cenoura pequena ralada
. 1 xícara de ervilhas frescas
. 150 g de Philadelphia Light
. Sal e pimenta a gosto
Refogar a cebola e o alho no azeite, até dourar. Adicionar o frango e a cenoura ralada e deixar cozinhar por 5 minutos. Acrescentar as ervilhas, o Philadelphia e acertar o sal.
MONTAGEM
. 2 xícaras de molho de tomate ou molho branco
. ½ xícara de parmesão ralado
Rechear as panquecas com o recheio de frango e enrolar. Colocá-las em um pirex e cobrir com o molho e parmesão. Levar ao forno a 180º C até o parmesão gratinar, aproximadamente 15 minutos.

Henri Castelli – Foto: Paduardo / ​​​Phábrica de Imagens​​

Henri Castelli – Foto: Paduardo / ​​​Phábrica de Imagens​​

Henri Castelli – Foto: Paduardo / ​​​Phábrica de Imagens​​

Henri Castelli – Foto: Paduardo / ​​​Phábrica de Imagens​​

Henri Castelli – Foto: Paduardo / ​​​Phábrica de Imagens​​

PIPOCANDO chega a 6 milhões de visualizações mensais na internet

Bruno Bock e Rolandinho – Foto: Divulgação

Atingir a marca de 6 milhões de visualizações por mês no YouTube não é para qualquer um! O PIPOCANDO, canal divertido e um dos mais importantes quando o assunto é Cultura Pop, acaba de atingir essa marca. Apresentado por Bruno Bock e Rolandinho, a atração divulga diariamente vídeos com temas diferentes voltados a Cultura Pop em geral.

“Estamos muito felizes, pois os números  de views estão crescendo diariamente. Temos acompanhado e percebido que conseguimos atingir o público de todas as idades e isso é muito bacana”, comemora Bock.

O projeto do PIPOCANDO é realizado na Blues, agência e produtora de conteúdo na qual Bruno é diretor e sócio e Rolandinho diretor de criação. Lá, a equipe do canal, composta hoje por mais de 10 funcionários e colaboradores, trabalha diariamente na gravação, edição, produção dos roteiros e pesquisa para o projeto. Bruno Bock e Rolandinho coordenam a equipe e aprovam cada etapa da produção do conteúdo – são mais de 10 roteiros e 7 vídeos produzidos semanalmente. Eles também assistem e estudam o conteúdo, além de dedicarem algum tempo para comparecer em sessões especiais de filmes e em eventos do universo pop. Todo esse trabalho é realizado mantendo um clima divertido e descontraído, fundamentais para que os vídeos também adquiram esse aspecto.

Acesse: www.youtube.com/pipocandovideos

Marcelle Martins comemora aniversário com amigos em balada de São Paulo

Marcelle Martins

A modelo Marcelle Martins, que ficou conhecida após sua participação no quadro “Rola ou enrola”, do “Programa Eliana”, comemorou mais um ano de vida, na noite do último domingo (26), em uma casa noturna de São Paulo, ao lado de seus amigos.  Entre as convidadas, estava a amiga Kelly Alimah, também integrante do quadro da Eliana no SBT.
A bela aniversariante, loira de olhos azuis, teve o seu bolo que levava uma bolsa de uma famosa grife no topo dele.
A modelo resolveu comemorar bastante, após estresse que passou com seu antigo assessor de imprensa no começo do mês, onde foi agredida e insultada pelo mesmo, e diz que o processo está em aberto e segue firme e forte.
“Eu estou muito feliz com meu aniversário, perto das pessoas que me amam!”, declarou Marcelle.
Crédito das Fotos: Caio Duran / Divulgação

Marcelle Martins

Marcelle Martins

Marcelle Martins e amiga

Kelly Alimah e Marcelle Martins

 

Ex BBB Angélica Ramos e ator de Chiquititas, Donato Veríssimo vão a arraial de ONG em Guarulhos

Donato Veríssimo, Thiago Lima e Angelica Ramos

A ex BBB Angélica Ramos e ator Donato Veríssimo, da novela Chiquititas, visitaram na tarde do último domingo (26) e curtiram o “Arraial Fashion”, uma festa junina beneficente da ONG Eco Social Água Azul, em Guarulhos.
A festa junina é realizada pelo empresário Thiago Lima, da agência Thl Models, que levou parte do seu casting de modelos para realizar shows, quadrilhas e arrecadar fundos para a ONG.No começo do mês, Angélica foi nomeada “Madrinha” da ONG, em um dos desfiles beneficentes em prol da Instituição.
Crédito das Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal

Thiago Lima, Angelica Ramos e uma das crianças

Ator Marcos Frota será o Palhaço Carequinha no desfile da Porto da Pedra no carnaval Carioca 2016

No Carnaval de 2016 a vermelha e branca de São Gonçalo homenageará o Palhaço Carequinha, no ano do Centenário do seu nascimento.

Por conta disso, na tarde de ontem, o presidente da escola Fabio Montibelo, acompanhado da primeira dama da escola, Maria Laura e do Diretor de Carnaval, Paulo Brandão, estiveram no Unicirco, de propriedade de Marcos Frota, e convidou o ator para representar o nosso homenageado no desfile do ano que vem. Emocionado, o ator falou sobre a importância de Carequinha no cenário circense: “Se tem dez nomes na história do circo de todos os tempos um deles é carequinha. A Porto da Pedra vai pegar a energia dele e levantar a Sapucaí. O Carequinha tem uma contribuição importantíssima na história circense. Por incrível que pareça como todo visionário, percussor, ele foi muito criticado. Porque na época, ele rompeu  com a tradição do circo, tirou o circo do picadeiro e levou para a televisão e aí foi muito criticado. Só que se não fosse esse movimento, talvez o circo não tivesse passado a ponte dos anos 60, 70 para os anos 80, porque ao lado das telenovelas e de telejornalismo, o circo encontrou também o seu espaço na televisão, porque a partir daí vieram todo os movimentos circenses. Então, por exemplo, profissionais como o Renato Aragão, Beto Carrero devem muito ao carequinha. E o carequinha com seu pioneirismo, abriu a possibilidade de muitos outros artistas que não são de família circense ocuparem a cena circense. A escola nacional de circo da praça da bandeira veio muito na esteira disso, formar uma  nova geração de artistas. Esse é apenas um dos aspectos do carequinha. É muito difícil você construir uma carreira de 30, 40, 50, 60 anos dedicada ao circo como ele fez. O fato é o seguinte, se não fosse uns malucos como o carequinha, muita gente não estaria trabalhando em circo hoje. Por que antigamente,  a atividade circense, era só dirigida para filhos de gente de circo. Então o movimento do novo circo brasileiro que é a intrépida trupi, parlapatões e um montão de gente  pelo país a fora, deve-se muito a uma pessoa como o carequinha.” disse.

Além de aceitar o convite, Marcos confirmou presença na nossa final de samba-enredo que acontecerá no dia 21 de agosto.

O enredo da Porto da Pedra para o carnaval de 2016 será “Palhaço Carequinha, paixão e orgulho de São Gonçalo. Tá certo ou não tá?”, e será desenvolvido pelo carnavalesco Jaime Cezário.

Crédito das fotos:  Ana Cristina Victória / Divulgação

Mocidade Alegre realizou a Terceira Eliminatória de Samba de Enredo do carnaval 2016

No último domingo (26), a escola de samba Mocidade Alegre, realizou em sua quadra social, a terceira eliminatória de samba de enredo, rumo ao carnaval de 2016, onde será escolhido o hino que será cantado no Sambódromo do Anhembi, através do enredo “Ayo – A alma ancestral do Samba“, desenvolvido pelo carnavalesco Sidnei França.

Com a quadra lotada e clima de muita descontração, a noite iniciou com 12 sambas participando da eliminatória, onde dois acabaram sendo desclassificados no término da noite, permanecendo apenas 10 sambas concorrentes, os quais irão se apresentar na quarta eliminatória no próximo domingo, dia 02 de agosto, através da seguinte ordem:  Samba 08, 13, 10, 01, 04, 05, 07, 06, 11 e 14.

Entre os convidados que estiveram prestigiando a eliminatória, estavam a apresentadora Tânia Oliveira, que é madrinha da escola coirmã Dragões da Real e também a atriz Maísa Magalhães, que é musa da escola coirmã Acadêmicos do Tucuruvi e que estava acompanhando as americanas Erica Huggins e Risa Gertner, que vieram ao Brasil exclusivamente para participarem como palestrantes do Acting & Film Festival da LAFilm, que tem a direção de Tristan Aronovich e Amanda Maya.

Erica e Risa, são produtoras, agentes e representantes de nomes de Hollywood como Steven Spielberg e Sandra Bulock e esta foi a pela primeira vez que ambas entraram em uma quadra de escola de samba, e ficaram encantadas com o tratamento que tiveram ao conhecerem a quadra da Mocidade, além de apaixonadas com as baianas, e ainda arriscaram alguns passos de samba e chegaram até a experimentaram a famosa caipirinha, itens que são tradicionais para nós Brasileiros.

Tânia Oliveira e Dudu Nobre – Foto: Divulgação

Tânia Oliveira, Presidente Solange Cruz e Márcio Galinskas – Foto: Divulgação

Maísa Magalhães ladeada por Erica Huggins e Risa Gertner – Foto: Divulgação

Erica Huggins e Risa Gertner – Foto: Divulgação

Público curtindo a Eliminatória da Mocidade Alegre

Maísa Magalhães – Foto: Divulgação

Após 4 anos, pré-operação dos bondes de Santa Teresa tem início nesta segunda

Bonde em Santa Teresa – RJ – Foto: Henrique Freire / GERJ / Fotos Públicas

Após quatro anos parados, desde agosto de 2011 quando aconteceu um acidente por ter tombado um dos bondes devido a um problema no freio, a reforma deveria ter ficado pronta para a Copa e além de não ter ficado, foi adiada 5 vezes.

A Secretaria de Transportes (Setrans) informa que começa nesta segunda-feira, dia 27 de julho a pré-operação dos bondes de Santa Teresa, com passageiros, no trecho que vai do Largo da Carioca até o Largo do Curvelo.

O serviço vai operar de segunda a sábado, das 11h às 16h, com intervalos de 20 minutos. Durante o período de pré-operação não haverá cobrança de passagem. O embarque e desembarque deverão ser feitos exclusivamente nos pontos de parada e a lotação de cada bonde é limitada a 32 passageiros.

Apesar dos novos bondes serem mais seguros por possuírem 4 sistemas de freio, não será permitido viajar em pé, nem nos estribos, pois o modelo do novo são retráteis e acionáveis no momento de parada nos pontos.

Agentes da Setrans estarão nas estações do Largo do Curvelo e no Largo da Carioca para orientar os passageiros.

Bonde em Santa Teresa – RJ – Foto: Henrique Freire / GERJ / Fotos Públicas