BARRETOS/SP: Profissão docente: Pibid favorece formação de universitários de licenciatura do Unifeb com estágio supervisionado em escolas públicas

unnamed

Voltado para estudantes de licenciatura, o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência do Governo Federal (PIBID) busca formar e inserir os universitários que optaram pela carreira de professor em atividade supervisionada, ou seja, dentro de uma prática real em escolas municipais e estaduais, tudo com acompanhamento local, supervisão de professores da educação básica e coordenação dos professores do ensino superior. Contemplado pelo programa em 2013, o Instituto Superior de Educação da Fundação Educacional de Barretos (ISE/Unifeb) conta com 132 bolsistas, sendo 112 alunos de licenciaturas de diversas áreas, 12 professores que supervisionam os alunos e 8 professores que coordenam todo o trabalho.

De acordo com a coordenadora institucional do Pibid no ISE/Unifeb – professora Terezinha Maia Martincowski, cerca de 200 instituições de ensino superior do Brasil são beneficiadas com o programa, sendo a grande maioria formada por instituições públicas, porém, o programa também possibilitou a participação de instituições não governamentais, ocasião em que o Unifeb se inscreveu e foi contemplado.

Os alunos do ISE/Unifeb realizam atividades supervisionadas em sete escolas de educação básica de Barretos, entre municipais e estaduais. As diretrizes do programa, o acompanhamento e avaliação das ações são feitas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior  (CAPES), assim como todo o desenvolvimento do programa. No Unifeb há alunos bolsistas em todos os cursos de licenciatura oferecidos, sendo Pedagogia, Física, Química, Educação-Física, Matemática e Biologia.

Segundo Terezinha Maia, os alunos de licenciatura da instituição têm que cumprir uma carga horária de 32 horas por mês, oito horas semanais, entre atividades nas escolas e orientação e preparativos das atividades junto aos coordenadores de área no Unifeb. A coordenadora explica que o lecionando é acompanhado pelo coordenador de área. “Ele está sempre sendo capacitado. Antes de ir para a escola pública o futuro professor lê documentos como projeto pedagógico da escola e diretrizes curriculares. Além dessa capacitação, o aluno também passa por treinamento, quando aprende conhecer os alunos, identificar suas principais dificuldades e suas potencialidades, fazendo assim, um diagnóstico para identificação de problemas de aprendizagem e até mesmo preparando alguma intervenção. A partir dessa orientação, os alunos começam suas atividades na prática sob a supervisão dos professores supervisores. Estes orientam  sobre o funcionamento da educação básica e acompanham as ações dos licenciandos.

Terezinha Maia já mensura resultados positivos no desenvolvimento dos bolsistas do ISE/Unifeb e escolas públicas que participam do Pibid, citando a participação e apresentação de trabalho feito por dois alunos do curso de licenciatura em Educação Física em evento científico internacional, realizado no final de 2014, em Foz do Iguaçu.

Além das atividades supervisionadas, o programa também tem proporcionado visitas técnicas como visitas na Bienal, museu do Futebol, museu da Língua Portuguesa e museu da Energia. Para 2015 os coordenadores planejam levar os bolsistas na Feira do Livro em Ribeirão Preto além de  visitas a outros locais.  Para a coordenadora, o programa é muito relevante para o futuro professor, pois auxilia os licenciandos a entenderem, na prática, a importância das ações pedagógicas que devem ser pautadas pela escolha de caminhos possíveis de inserção do saber. “O professor do futuro precisa ter metodologia, pois esta permite a escolha de caminhos mais sólidos, tanto tecnológicos quanto didáticos, que possibilitam uma boa prática em sala de aula. O professor do futuro  deve ter uma boa visão de suas escolhas para atrair e motivar a atenção do aluno e possibilitar a veiculação do saber”, enfatizou.

 

MONTE AZUL/SP: Prefeitura entrega reforma e adequações na EMEI Profa. Zenaide Calil Rosinha

unnamed (4)

A Prefeitura de Monte Azul Paulista entregou as novas instalações na Escola Municipal de Ensino Infantil-EMEI- Profa. Zenaide Calil Rosinha, que recebeu da atual administração a reforma e adequações necessárias em seu prédio. As obras foram executadas pela empresa Montesanto Engenharia que refez toda a estrutura dos telhados e acabamentos em geral, como a amarração em alguns pontos garantindo a segurança dos alunos que frequentam a escola. O prédio apresentava rachaduras em alguns pontos e estava em situação precária. A reinauguração foi acompanhada pela secretária de Educação, Carmem Leila, pela presidente do Fundo Social e primeira dama do município, Eunice David, vereadores, secretários municipais, direção, professores e equipe pedagógica da escola. A direção da escola agradeceu pela obra, muita necessária para garantir a segurança e o bem estar dos alunos. A EMEI atende 403 alunos em período integral.

ARTIGO: Decoreba traz conhecimento?

Aquele velho esquema de perguntas na véspera da prova e respostas decoradas dá a falsa impressão de que o aluno sabe a matéria decorada. No lugar de o filho repetir o que está escrito, os pais poderiam pedir que o filho respondesse com as próprias palavras, pois assim ajudariam a transformar informação em conhecimento.

Com conhecimento, ele pode responder qualquer pergunta. Com decoreba, não. Para o aluno recorrer à decoreba é porque gastou todo o tempo adequado ao estudo em outras atividades. E, pensando bem: para que prestar atenção em aula, se só vai precisar estudar na véspera das provas? Se não tem de prestar atenção em sala de aula, sobra-lhe energia para gastá-la em indisciplina.

A disciplina para o estudo é uma conquista obtida por meio de um longo treino. O aluno deve organizar-se de modo a colocar o estudo como prioridade nos momentos certos. Como qualquer hábito adquirido por meio da disciplina, torna- se muito fácil aprender quando se adquire o hábito do estudo. E esse hábito acaba ajudando a pessoa a organizar-se em sentido mais amplo.

Ao incorporar bem a disciplina do estudo, o indivíduo tem mais facilidade para sistematizar também outras áreas da sua vida. Com o auxílio da disciplina, a criança gasta menos tempo estudando e ganha mais tempo para realizar outras atividades. Com o hábito do estudo, a performance melhora, e talvez não seja necessário repetir a leitura de um texto diversas vezes, pois o cérebro é disciplinado, mesmo em formação.

(Por Içami Tiba, de Integrare Editora)

INSTA_02_03_2015_Disciplina_Içami Tiba_Integrare_Edit

Fonte: livro “Disciplina: limite na medida certa. Novos paradigmas”, de Içami Tiba – Integrare Editora

BEBEDOURO/SP: Academia Bravo formou 25 Bombeiros Profissionais Civis no sábado (28)

Foi realizada no sábado (28), na Câmara municipal de Bebedouro, a formatura da 1ª turma de Bombeiros profissionais civis.

A Academia Bravos formou 25 Bombeiros civis; a direção do curso está a cargo de Albanir Meira e Fernanda Teixeira, e a coordenação do curso está a cargo de Luis Carlos Malagutti Jr.

Participaram da formatura aproximadamente 180 pessoas, dentre elas autoridades locais, vereadores, familiares dos formandos e a comunidade.

O curso, que teve duração de 6 meses, visou a qualificar profissionais para atuarem na prevenção em atividades de risco e atendimento a emergências, desenvolvendo ações constantes nos planos de emergência, com o objetivo de preservar vidas, meio ambiente e o patrimônio.

A 2ª turma já está em treinamento e deve ocorrer a formatura em breve, as aulas são de segunda a sexta no período noturno e aos sábados no período da tarde no Colégio IA, na rua Campos Sales, 1031. Interessados em fazer o curso deve procurar os responsáveis no Colégio IA.

“Academia Bravos, formando heróis salvando vidas”

BEBEDOURO/SP: Alunos da ETEC obtiveram excelentes desempenhos nos vestibulares

etec

Novamente a qualidade do ensino da Etec Prof. Idio Zucchi pode ser comprovada. Depois de destacar-se como a escola pública de Bebedouro com o melhor resultado no Saresp e Enem, direção e corpo docente comemoram as 102 aprovações em vestibulares de diversas faculdades e universidades do país. Foram 24 aprovações em universidades públicas. Somando-se a esse resultado 14 aprovações de treineiros, ou seja, alunos que ainda estão na 2ª série do Ensino Médio, sendo 8 delas em universidades públicas.

Desde 2013 a Etec conta com um projeto intitulado “Virando Bixo” sob a responsabilidade dos professores coordenadores do Ensino Médio Ana Regina Bortolin e Lucas Cruz. O projeto tem como objetivo preparar e ajudar os alunos informando-os sobre carreiras, cursos, universidades, SISU, PROUNI e ENEM processo esse que torna menos complicada a escolha da vida profissional. Além de tudo isso conta com visitas as universidades como USP, UNESP e UFSCAR. Outra ação importante é a valorização das experiências de ex-alunos que já estão em universidades e podem, através de palestras, dividir suas conquistas dando dicas valiosas e incentivando.  Abrir espaço para discussões, debates, apresentações em grupos, simulados de Enem, simulados de vestibulares, orientação vocacional, entre outras ações visa proporcionar uma educação mais significativa, além de oferecer oportunidade a todos.

Os números comprovam os excelentes resultados:

  • Universidades Particulares: 102 aprovações;
  • Universidades Públicas: 24 aprovações;
  • Bolsas Integrais: 5 aprovações;
  • Treineiros: 14 aprovações, sendo 8 em universidades públicas.

A diretora da Etec Profa. Andrea Bessa Carnassa atribui os bons resultados ao trabalho de todo o corpo docente, equipe gestora e especialmente a dedicação dos alunos “Uma escola para conseguir alcançar todos esses resultados positivos precisa do envolvimento, comprometimento e dedicação de todos os funcionários, coordenadores e professores fazendo a diferença em sala de aula. Mas acima de tudo é preciso que os alunos se dediquem e busquem se preparar, aproveitando todas as oportunidades que a escola pode oferecer durante o tempo que ele está dentro e fora dela também”. Outro ponto destacado por Andrea Bessa é que todos na escola acreditam que somente através da educação é possível modificar a vida das pessoas.

Estudante abre mão de universidade pública em João Pessoa (PB) ao conquistar única bolsa em física médica oferecida pelo ProUni no Unifeb

Com apenas 20 anos, Kleython José Coriolano Cavalcanti de Lacerda já conta com um currículo acadêmico extenso. Natural de Recife, porém radicado em João Pessoa (PB), o universitário acaba de garantir a única bolsa oferecida via ProUni no curso de física médica do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (Unifeb) e abrir mão de curso de licenciatura em física da Universidade Federal da Paraíba, onde  já cursava o sétimo período. A mudança no curso profissional se deve ao desejo do aluno em contribuir com a área da saúde. Com rápida adaptação a tantas mudanças, o universitário tem estudado 12 horas por dia e já planeja se especializar em medicina nuclear ou radioterapia.

Aluno dedicado, Kleython Coriolano revela que grande parte de sua vida escolar  foi em escolas públicas, tendo frequentado escola particular durante o ensino médio por apenas um ano, e que sempre teve bom desempenho no Processo Seletivo Seriado, uma espécie de avaliação anual realizada em alguns estados durante o ensino médio. Aos 17 anos, o universitário teve seu empenho reconhecido com a aprovação no curso de física da Universidade Federal da Paraíba, a partir de então Kleython passou a se dedicar em projetos de iniciação científica, tendo conquistado bolsas pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e participado de diversos eventos científicos como congressos, feiras e exposições, inclusive a mudança da área profissional foi despertada em um destes congressos, onde por apresentar um trabalho inédito, congressistas incentivaram Kleython a apostar na área de física médica. “Foi neste momento que percebi que minha atuação profissional poderia ser maior, assim como minha contribuição em prol da área da saúde”, lembra o universitário do Unifeb.

A busca pela faculdade foi rápida e precisa, “conheci o Unifeb pelo ProUni, pesquisei conceitos da instituição no ENADE e decidi mudar de cidade, de profissão”, disse Kleython Coriolano que utilizou nota do ENEM para garantir a vaga. Sobre sua adaptação no estado e no Centro Universitário, o aluno diz com segurança, “aqui tudo é acolhedor, estou feliz”, finalizou.

Para o futuro, o universitário planeja dar continuidade a dois projetos na área de física atômica, já apresentados em congressos, e se especializar em medicina nuclear ou radioterapia.

Mãe e aluno processam professor e se dão mal

aplicacao-web-celular
(figura ilustrativa)

O juiz Eliezer Siqueira de Sousa Junior, da 1ª Vara Cível e Criminal de Tobias Barreto, no interior do Sergipe, julgou improcedente um pedido de indenização que um aluno pleiteava contra o professor que tomou seu celular em sala de aula.

De acordo com os autos, o educador tomou o celular do aluno, pois este estava ouvindo música com os fones de ouvido durante a aula.

O estudante foi representado por sua mãe, que pleiteou reparação por danos morais diante do “sentimento de impotência, revolta, além de um enorme desgaste físico e emocional.”

Na negativa, o juiz afirmou: “o professor é o indivíduo vocacionado a tirar outro indivíduo das trevas da ignorância, da escuridão, para as luzes do conhecimento, dignificando-o como pessoa que pensa e existe.”

O magistrado se solidarizou com o professor e disse: “ensinar era um sacerdócio e uma recompensa. Hoje, parece um carma”.

Eliezer Siqueira ainda considerou que o aluno descumpriu uma norma do Conselho Municipal de Educação, que impede a utilização de celular durante o horário de aula, além de desobedecer, reiteradamente, o comando do professor.

Ainda considerou que não houve abalo moral, já que o estudante não utiliza o celular para trabalhar, estudar ou qualquer outra atividade edificante.

E declarou: “Julgar procedente esta demanda, é desferir uma bofetada na reserva moral e educacional deste país, privilegiando a alienação e a contra educação, as novelas, os realitys shows, a ostentação, o bullying intelectivo, o ócio improdutivo, enfim, toda a massa intelectivamente improdutiva que vem assolando os lares do país, fazendo às vezes de educadores, ensinando falsos valores e implodindo a educação brasileira.

Por fim, o juiz ainda faz uma homenagem ao professor: “No país que virou as costas para a Educação e que faz apologia ao hedonismo inconsequente, através de tantos expedientes alienantes, reverencio o verdadeiro HERÓI NACIONAL, que enfrenta todas as intempéries para exercer seu múnus com altivez de caráter e senso sacerdotal: o Professor.”

DEVERIA SER LIDA EM TODAS AS SALAS DE AULA DO BRASIL.

(Clique F5)

BARRETOS: Inscrições para curso de Turismologia nos Estados Unidos podem ser feitas até início de março

unnamed (2)

O Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (Unifeb) receberá até o início de março inscrições para curso de Turismologia que será realizado de 29 de março a 15 de abril, nos Estados Unidos. O prazo é para interessados que ainda não tenham os documentos necessários para viagem ao exterior, aqueles que já possuem documentação exigida poderão se inscrever até meados de março.   Fruto de uma parceria da coordenação do curso de administração do Unifeb  com a empresa Seed of Dreams  Institute, especializada em psicologia positiva, o curso tem vagas limitadas e é aberto para universitários do Unifeb e interessados da sociedade.

Para a participação no curso não é exigida formação específica. De acordo com o coordenador do curso de Administração do Unifeb e responsável pela parceria, João Galbiatti, o curso propicia que o participante agregue valor ao currículo profissional ou até mesmo ao próprio negócio, “o participante aprende a transformar qualquer negócio em algo interessante e diferenciado que atraia a atenção dos consumidores”, disse.  Em setembro de 2014, o professor acompanhou a primeira turma no curso. Na oportunidade o grupo participou de palestras sobre excelência em serviços  na Apple, visitas de observação em grandes hotéis, como Four Season e Grand Floridian, visita nos bastidores do Orlando Magic e também  puderam conhecer como a Universal Studios e  Disney World gerenciam a relação com as pessoas.

A programação do curso inclui cerca de 50 horas de treinamento interno e externo e diversas visitas exclusivas a empresas líderes de mercado em excelência no atendimento ao cliente. Os interessados em mais detalhes como taxa de inscrição e programação, devem escrever para o email joaogalbiatti@hotmail.com .

Alunos de BEBEDOURO/SP iniciam intercâmbio na Colômbia

Foto intercâmbio imesb 2015 IMPRESSA

Um grupo de cinco alunos do Instituto Municipal de Ensino Superior de Bebedouro “Victório Cardassi”- IMESB iniciam, nesta semana, o programa de intercâmbio na Universidad CES, em Medellín, na Colômbia.

Os alunos participantes irão estudar durante um semestre na Universidad CES, que firmou parceria com o IMESB, por meio do Programa de Bolsas Ibero-Americana Santander Universidades. A instituição conquistou o direito de encaminhar cinco alunos em função da conquista da 2ª posição no ranking nacional, na categoria faculdades públicas, e 5ª posição geral, do Prêmio Santander Empreendedorismo.

Além do curso de um semestre na instituição, cada aluno recebeu um auxílio financeiro no valor de € 3.000 (três mil Euros). Os critérios para a seleção tiveram como base a análise da vida acadêmica, por meio de notas e frequência comprovada pelo histórico escolar, prova de proficiência em língua estrangeira (espanhol) e entrevista. Todas as fases classificatórias foram conduzidas por uma comissão composta por membros da instituição.

O grupo formado pelos alunos Bruno Custódio Sanches, Tainá Aparecida Ventura de Melo, Samara Lugato Mantovani, Tatiane Aline de Sá Conationi e Leonardo Donizeti Marques, todos do curso de administração, embarcaram para a Medellín, na Colômbia, na segunda-feira (26/01), no aeroporto de Guarulhos (SP). A diretora interina do IMESB, Damaris Cunha de Godoy Camargo, acompanhou o grupo até o momento do embarque.

Para o estudante Bruno Custódio Sanches, o intercâmbio será uma grande oportunidade de aperfeiçoar o idioma e complementar a formação no curso de administração. “A possibilidade de aprender um idioma realizando uma imersão cultural e ter a oportunidade de complementar os estudos do curso de administração é sem dúvida muito empolgante e espero que seja uma grande experiência de formação educacional”, diz Sanches.

A aluna Tainá Aparecida Ventura de Melo diz que a realização desse intercâmbio é o resultado da dedicação de toda a faculdade, direção, professores e alunos. Para ela, morar em outro país sempre gera grandes expectativas. “Eu, particularmente, espero absorver todo conhecimento possível, aprender sobre a cultura do país, fazer novas amizades, expandir e melhorar meus conhecimentos administrativos, vivenciar novas experiências”, afirma Tainá.

Para a estudante Samara Lugato Mantovani a experiência possibilitará ampliar seus conhecimentos e perspectivas pessoais e profissionais. “Espero obter o máximo de conhecimento na área administrativa e cultural. Estou muito feliz por esta oportunidade e acredito que será uma das melhores experiências da minha vida. Acredito que irá ampliar muitos horizontes em minha vida e, por isso, agradeço o Imesb por abrir as portas para que eu possa conhecer outra cultura e ampliar meu nível de conhecimento”, diz Samara.

Matriculados na UNIFEB podem obter até 100% de descontos nas matrículas

Jorge Chehadi_Eng Produção - Foto Danilo Borges

O Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (Unifeb), a fim de  garantir o acesso de estudantes ao ensino superior, publicará em breve um Edital para concessão de bolsas filantrópicas, denominadas “Bolsas Unifeb”. Esta modalidade terá como principal critério de seleção dados socioeconômicos dos alunos já matriculados e os interessados concorrerão a bolsas de 50 e 100% de desconto.

A modalidade “Bolsas Unifeb” contemplará calouros e veteranos da instituição. Segundo a pró-reitora de graduação da instituição, Sissi Kawai Marcos, a oferta não está vinculada a nenhum programa governamental, tratando-se de uma iniciativa própria do Unifeb,“somos uma instituição comunitária, ou seja, estamos a serviço da comunidade em geral, e especialmente a de Barretos e região, portanto, é nossa  função contribuir para o acesso ao ensino”, destacou.

O edital do “Bolsas Unifeb” está previsto para ser publicado em março

deste ano, portanto para pleitear as bolsas os interessados já devem estar matriculados. Critérios específicos e número de bolsas também serão informados no edital. Mais informações no www.unifeb.edu.br .

Foto: Danilo Borges.

Formação dos Estagiários em Tecnologia da Informação…

unnamed (4)

Com o intuito de tornar os estudantes de tecnologia da informação mais capazes de estagiar nas salas de informática das EMEB e EMEF de Bebedouro este ano, o DEMEC (Departamento Municipal de Educação e Cultura), proporciona nesta terça-feira(04), dois cursos de Formação dos estagiários na área de TI.

Segundo Mariliette Noronha Timm Pedrochi, coordenadora de TI do DEMEC e responsável por aplicar as aulas, a iniciativa visa orientar o estagiário antes de começar a atuar na área, além de preparar para futuras ações na escola da qual foi designado, treinar para saber o funcionamento correto de programas e softwares, planilhas de controle, registros de rede, conservação dos Class Mats, e Pro Info.

Todos os participantes são estudantes de Tecnologia da Informação da Unifafibe.

Preparativos para a mudança da ETEC Bebedouro…

unnamed

A construção do novo prédio da ETEC Bebedouro iniciou-se no ano de 2011, e acarretada de um valor de 4 milhões de reais, oferece 18 salas de aula e 18 laboratórios, além do setor administrativo, setor pedagógico e quadra coberta.

A ETEC está presente em Bebedouro desde 2006, atuando ainda no prédio em anexo da Escola Estadual Paraíso Cavalcanti, com 900 alunos divididos em 3 turnos e 12 cursos, dentre eles: Ensino Médio, Médio Integrado com Administração e Informática, além de Contabilidade, Administração, Agronegócio, Informática, e Serviço Jurídico.

A empresa responsável pela construção do novo prédio da ETEC no Parque Eldorado, é a Ambiental RP – http://www.ambientalrp.com.br, que ainda detêm a posse dos documentos necessários para a liberação do local. Os mesmos se encontram em averiguação do Escritório Jurídico Estadual, que mantém os relatórios de verificação técnica ainda em tramite. Segundo informações do diretor acadêmico substituto, Wagner César Vieira, enquanto não forem acertados os detalhes de análise do contrato da obra, não há a possibilidade de ser realizada a mudança para o novo prédio.

A data de início das aulas da ETEC é na quinta-feira (23), não estando confirmada nenhuma previsão de mudança. Assim que consumada a mudança da Escola Técnica Estadual de Bebedouro, será dado início ao processo de instalação da FATEC (Faculdade Técnica Estadual), que também se encontrará temporariamente no prédio anexo ao Paraíso Cavalcanti, até a conclusão das obras de construção do prédio oficial no Jardim Pedro Maia.

O diretor afirma ainda, que até a completa estruturação da FATEC na cidade de Bebedouro, a equipe da ETEC estará trabalhando de forma integrada para melhor desenvolvimento dos processos de implantação e adequação. O mesmo lembra ainda, que com a transferência da ETEC para o novo prédio, aguarda-se a liberação de novos processos seletivos para a contratação de novos funcionários capacitados para suprirem com as necessidades da instituição, que agora ocupara uma área dobrada de suas atuais instalações.

A Prefeitura Municipal estará trabalhando no auxílio da mudança da escola para o novo prédio, afirma a diretora da ETEC, Andrea Bessa.

Alunos e professores do Unifeb embarcam para intercâmbio cultural nos Estados Unidos

unnamed (2)

Ao todo 17 pessoas embarcaram nesta sexta-feira, dia 10, para os Estados Unidos, onde participarão de intercâmbio cultural promovido pelo Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (Unifeb) em parceria com a instituição de ensino americana Wentworth Military & College. Até o momento o programa de intercâmbio da instituição barretense já proporcionou enriquecimento cultural para 28 estudantes, sendo esta a terceira viagem promovida.

O grupo é composto por 14 alunos, sendo 12 do Unifeb, um da Unesp de Ilha Solteira (SP) e um aluno da USP de São Carlos, e também três professores, sendo Fábio Silva, Renata Marins e Walter Bernardelli,  responsáveis por acompanhar e coordenar todas as atividades do grupo no exterior.

Segundo o coordenador de convênios institucionais do Unifeb – Walter Bernardelli o intercâmbio terá duração de um mês e neste período os alunos terão uma programação bastante intensa que integra de passeios à locais históricos e culturais à participação de eventos oficiais do país. Para Bernardelli, o programa de intercâmbio proporciona ao aluno enxergar novas possibilidades, “Todos ambientes fazem com que os alunos reconheçam a própria capacidade. O efeito do intercâmbio é vitalício e impulsiona o aluno a almejar voos mais altos”, disse.

“Não há palavras para descrever a importância da iniciativa para a instituição a curto, médio e longo prazo. Só quem participou pode testemunhar o alto nível e o enriquecimento pessoal e profissional possibilitado pelo nosso programa interno de intercâmbio. Poucas instituições de ensino têm programas próprios”, enfatizou Maria Paula Barcellos de Carvalho – pró-reitora de Extensão e Cultura do Unifeb. Já o reitor da instituição – professor Reginaldo da Silva, destacou a importância do aprendizado dos intercambiários, “tão importante quanto a ida é a volta desses alunos que aplicarão o conhecimento adquirido, que inclusive ultrapassa o  âmbito acadêmico”, finalizou.

Veja abaixo a lista de estudantes que participarão do intercâmbio:

 

Alunos do Unifeb (Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos)

Aldren Carreo Cravo – Ex-aluna do curso de Odontologia. 

Ana Laura Gomes Russi – Aluna do curso de engenharia civil.

Aryadne Silva Marino – Aluna do curso de odontologia.

Caio Henrique Muniz dos Santos – Aluno do curso de engenharia elétrica.

Elisangela Siqueira Victorino – Ex-aluna do curso de direito.

Gustavo Salustiano Pacheco – Aluno do curso de engenharia de produção.

Marcus Vinícius de Lira Todeschini – Aluno do curso de engenharia civil.

Sâmia Leite Khouri – Aluna do curso de engenharia civil. 

Thiago da Silva – Aluno do curso de engenharia elétrica

Victor Guastelli Rodrigues – Aluno do curso de agronomia.

Vinicius Daniel Fonseca – Aluno do curso de Engenharia de Produção.

Wellington Cotrim Dourado – Aluno do curso de engenharia elétrica.

 

Aluno da Unesp

Rogério Federizzi Moraes Ex-aluno do curso de agronomia da Unesp de Ilha Solteira.

 

Aluno da Usp

Rodolfo Brigatto Ferreira  – Aluno do curso de engenharia elétrica – USP São Carlos.

Unifeb abre inscrições para últimas chamadas do Processo Seletivo Continuado 2014

Acontecem em janeiro as últimas chamadas para o Processo Seletivo Continuado do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (Unifeb). A ação visa  preencher as vagas remanescentes. A instituição iniciará o ano letivo em 10 de fevereiro com mais de 7 mil alunos. 

Até o momento foram realizadas duas provas agendadas do Processo Seletivo Continuado. A terceira chamada tem inscrições de 06 a 15 de janeiro, prova agendada em 16 de janeiro, às 19horas, no campus em Barretos, com divulgação dos aprovados em 20 de janeiro e matrícula nos dias 21 e 22 de janeiro. Já a quarta e última chamada da instituição, tem período de inscrições de 23 a 29 de janeiro, prova agendada em 30 de janeiro no mesmo horário e local, divulgação dia 31 e matrícula nos dias 03 e 04 de fevereiro. Segundo a pró-reitora de Graduação, Sissi Kawai Marcos, a diversidade de datas  para a realização das provas tem a finalidade de atender estudantes de Barretos toda a região.

O corpo docente da instituição, composto por mais de 400 professores, sendo 85% mestres e doutores, já se prepara para a volta às aulas da instituição que ocorrerá em 10 de fevereiro, segunda-feira, com atividades práticas e teóricas. Nos meses de janeiro e fevereiro acontecerão o planejamento institucional e dos vinte e seis cursos graduação, envolvendo tanto o setor acadêmico como administrativo do Unifeb.

 

Professora e escola de Bebedouro são premiados pelo MEC por projeto inovador em sala de aula

unnamed (10)
O Ministério da Educação (MEC) entregou no dia 12 de dezembro os prêmios aos vencedores do 7º Prêmio Professores do Brasil, que reconhece o mérito dos profissionais da rede pública de ensino. A cerimônia de Premiação aconteceu no Teatro Brasil 21, em Brasília, com a presença do Ministro da Educação Aloizio Mercadante. Para o ministro da Educação os escolhidos são educadores que, com iniciativas simples, fazem a diferença na sala de aula. Uma das vencedoras foi a professora Cláudia Perri, da EMEB João Pereira Pinho, de Bebedouro, premiada na categoria de Educação Integral Integrada. O projeto de sua autoria “Transformando a Escola, respirando Arte”, é sobre a trajetória do Bate-Lata, que já faz parte da cultura da cidade e tem como regente o maestro João Perri.

No evento em Brasília esteve a premiada Claudia Perri e seu esposo João Perri, a diretora da escola, Andreia Zanelato e a subdiretora do DEMEC, Rosângela Toledo. O Prêmio Professores do Brasil tem como objetivo resgatar e valorizar o papel dos profissionais de ensino como agentes no processo de formação do cidadão e dar visibilidade às experiências pedagógicas, que podem ser replicadas por outros professores e inseridas no sistema de ensino. Neste ano, o certame recebeu 3.221 inscrições e relatos de experiências de educadores que trabalham em escolas da educação básica pública em todos os estados. Esta conquista trouxe muito orgulho para Bebedouro e o Estado de São Paulo.