Termina curso de derivados de leite e Jaborandi forma novos profissionais para o mercado

Jaborandi recebeu em novembro o curso de derivados de leite. O curso é uma realização do CRAS – Centro de Referência e Assistência Social, SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e SIRVARIG – Sindicato Rural do Vale do Rio Grande, em parceria e coordenação da Prefeitura Municipal de Jaborandi e do PAT – Posto de Atendimento ao Trabalhador local. O alunos aprenderam a fazer queijo frescal, condimentado e prensado, ricota, meia cura, requeijão, iogurte, ricota, doce de leite em pedaço e pastoso, queijos parmesão, mussarela e prato. Além de técnicas de resfriamento e boas práticas de higiene no manuseio do leite e seus derivados, até o produto final.

A turma de 20 alunos foi montada para Curso que começou dia 11 de novembro e terminou dia 14 com 8 horas de duração por dia, sendo aulas das 8h ás 12h e 13 ás 17h. Segundo o instrutor do SENAR Alexandre Pereira os alunos estão de parabéns. “Pra quem nunca fez nada disso, qualquer uma delas aqui é capaz, está apta a produzir tudo o que aprenderam aqui nesses quatro dias. Elas fizeram e comeram então sabem que ficou bom!” disse Pereira.

Alexandre Pereira é proprietário de uma empresa “Rancho Caipira” em Colina que comercializa esses produtos e afirma que se as alunas decidirem montar uma cooperativa ele compra os produtos. “Se alguém aqui quiser fazer queijo, estarei com as portar abertas pra comercializar na minha loja. E a idéia é justamente essa gerar renda, fazer com que as pessoas aprendam a fazer dinheiro produzindo algo que aprenderam”, afirmou o instrutor.

A pensionista Ivete Maria Francisco é faxineira. Ela resolveu fazer o curso e achou ótimo. “Eu não sabia fazer nada. Agora aprendi a fazer. O que eu mais gostei foram os queijos. Por enquanto vou fazer pra família, pra gente comer em casa, mas se der certo a cooperativa, estou dentro!”, falou a pensionista.

Rosana Aparecida Mariana adorou fazer o curso e disse que não imaginava que dava pra fazer tanta coisa do leite. “Nada se despreza do leite, tudo se aproveita, achei ótimo e se montarem a cooperativa eu vou participar e se fizerem outros cursos, não perco mais nenhum”, garantiu Rosana.

Anúncios

Obrigado por participar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s