BARRETOS: Centro Municipal de Reabilitação inicia tratamento com toxina botulínica

Na próxima segunda, dia 25, às 9h, no Centro Municipal de Reabilitação Solange Lana de Ávila, terá inicio a aplicação do novo método de tratamento feito com toxina botulínica aos pacientes atendidos na unidade.

A apresentação do novo método será aberta a imprensa.

É a primeira vez que este tratamento inovador é oferecido em Barretos.

No mês de agosto foram realizadas algumas avaliações, inicialmente em 30 pacientes, onde foram analisadas as condições físicas para essas aplicações.

Os pacientes já analisados passarão pelos procedimentos de tratamento com o médico responsável habilitado, o neurologista Marcelo Jordão Ubaiz, contratado pela empresa fornecedora da toxina, em horários previamente agendados.

O tratamento beneficiará as pessoas que sofreram AVC (Acidente Vascular Cerebral), traumatismo craniano, paralisia cerebral, lesão medular, doenças degenerativas e outros distúrbios neurológicos.

“Estas aplicações serão feitas em pacientes que possuem uma rigidez muscular exagerada, propiciando uma maleabilidade dos músculos, contribuindo com a reabilitação desses pacientes”, menciona a coordenadora do Centro Municipal de Reabilitação, Alessandra Andrade.

Enviada pelo Ministério da Saúde, ou seja, oferecida de maneira gratuita ao município, a substância será utilizada apenas em pacientes em reabilitação que antes precisavam se deslocar para as cidades de Ribeirão Preto ou São José do Rio Preto para receber o tratamento. O procedimento de aplicação da toxina será aberto para os nove municípios que pertencem a Diretoria Regional de Saúde, destaca a coordenadora do Centro.

O tratamento é continuo, com aplicações de 3 a 4 meses em cada paciente. O custo particular de cada aplicação por paciente seria R$1,2 mil.

Na ocasião, estarão presentes o prefeito de Barretos e ex coordenador da Unidade, Guilherme Ávila, e o secretário municipal de saúde, Alexander Stafy Franco.

Toxina Botulínica:

A toxina botulínica, tipo A 500U, é um medicamento de origem biológica amplamente utilizada na reabilitação e controle de distúrbios do movimento. O mecanismo de ação da toxina se faz por bloqueio de condução entre o nervo e o músculo. Como resultado, o músculo fica enfraquecido e relaxado, aliviando espasmos e contrações indesejadas. A toxina é mais conhecida pelo seu uso em tratamentos estéticos, mas o seu emprego na neurologia é amplamente estabelecido, com excelentes resultados para algumas condições específicas.

A aplicação da toxina na musculatura reduz a intensidade das hipertonias, ou seja, possibilita um período de relaxamento muscular durante o qual é possível ganhar movimentação funcional, ampliar as possibilidades de locomoção e transferência, aumentar a independência para cuidados pessoais com higiene e vestuário.

 

Anúncios

Obrigado por participar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s